sábado, 5 de dezembro de 2009

Homemade Ravioli e Doce de Dióspiro

Primeiro que tudo, não se assustem! Eu não misturei os dois ingredientes do título!

Estive a experimentar fazer doce de dióspiro, mas não fiquei grande fã... Talvez porque também não sou grande fã do fruto! Tenho de arranjar umas cobaias! :P LOL


E para quem não sabe, já há algum tempo que tenho o acessório para fazer Ravioli com a minha máquina de fazer Pasta. Tinha andado a adiar o teste à máquina porque não encontrava sémola de Trigo! Mas finalmente lá encontrei disso no El Corte Inglés, e acreditem que faz muita diferença! Hoje então fiz o teste, com uns Ravioli de carne com molho de tomate. Coisa simples. Coisa Espectacular! :D


Em breve faço uma coisa a sério e venho cá fazer mais um post! ;)

A foto de cima veio do site da marca da máquina, a Marcato, e a foto de baixo está fraquinha porque foi tirada com o telemóvel, a máquina fotográfica está sem bateria.

Cumps!

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Gripe Ahn?! (e Risotto 'tipo' Strogonoff)

Epah, fiquei uma semana de baixa por causa de uma constipação!! Anda tudo doido.... Se a semana fosse de férias, não parava muito por casa... Mas como gosto de cumprir as minhas baixas médicas, vou ficar cá por dentro... E assim sendo, a cozinha é o 'hobbie' mais 'lógico'.

Assim sendo, hoje para o jantar houve: Risotto 'tipo' Strogonoff!

Coloca-se um bocadinho de manteiga a derreter num tacho, e água a ferver noutro. Na manteiga derretida deitamos farinha maizena, na água a ferver deitamos um caldo de galinha. Mexe-se a farinha, até parecer descolar do tachinho e dps junta-se leite aos poucos, até ao ponto certo, temperando com noz moscada, pimenta e sal. Reserva-se o caldo e o molho.

Agora os bifes (neste caso de peru), ao colocados entre duas películas aderentes, convenientemente temperados com sal, pimenta e alho. Batem-se para a espessura ficar uniforme, algo que fará toda a diferente na hora de temperar. Deixem-nos a tomar gosto por uns instantes, enquanto se arranjam e cortam os cogumelos, e se leva ao lume uma boa dose de margarina com uma boa cebola picada. Juntem os cogumelos quando começar a fervilhar, e enquanto tudo refoga, cortem a carne às tirinhas. Juntem aos cogumelos, e deixem alourar.

Quando estiverem prontos, retirem o maior que puderem com o utensílio que vos der mais jeito. Não tenham problemas em deixar alguns cogumelos! :P De seguida deitem o arroz e deixem fritar durante uns instantes. Quando o arroz está no ponto, eu aumento o lume enquanto me viro para agarrar no vinho e deito um cheirinho no meio do arroz, baixando logo o lume. Mexe-se bem, e adiciona-se assim que o arroz absorver o vinho, uma boa dose de caldo. Nesta altura eu adiciono também um bocadinho de ketchup e mostarda. Mexendo sempre, junta-se o resto do caldo aos bocadinhos. Quando estiver praticamente pronto, juntem o molho branco, a carne e os cogumelos. Rectifiquem temperos e sirvam de imediato.

Já agora, para a próxima vou usar carne de vaca... Não deita tanta água, tem um sabor mais intenso e deve tornar este prato ainda mais interessante... Bem temperadinha, bem fritinha... nhami nhami!

Cumps! ;)

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Epah, há imenso tempo que não escrevo! Azares da vida, cursos, e muita frustração culinária!! Ando encravado numa receita de Mousse de Baileys, que não tem maneira de sair bem.......!!! Nos dias que passaram fiz uma lasanha que ficou bem boa, umas experiências com Crumbles, muitos aebleskivers, sopinhas e os bolos do costume.

Resumindo, não consigo 'inovar' enquanto a receita da porra da mousse não sair bem! Quando sair faço aqui uma festa!

Cumps!

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Um post muito British!

Ando com muito pouco tempo para o blog. Porque vou fazendo férias aos poucos, o tempo para cozinhar e para escrever torna-se escasso. Mas hoje decidi tirar algum tempo para publicar qualquer coisinha!

Fui passar um fim-de-semana a Londres, mas com tão pouco tempo para visitar e passear, não trouxe grande coisa para contar aqui no blog... Mas gostei da cidade, tem um 'estilo' muito próprio!







Para além do estilo, o pequeno-almoço deles é algo que eu adoro!! :D E foi o que tentei recriar hoje! Comprei uma lata de feijões "à inglesa", no Continente, mais umas fatias de bacon, uns ovos, umas salsichas... Não foi nada típico, foi mais para a gracinha de tentar recriar um pequeno almoço inglês em casa!



Para além dos pequenos-almoços, outra coisa em que eles são bons é em lanches. O típico chá não pode faltar, mas os bolinhos também são importantes! Muffins de Maçã e Canela foi uma das receitas que a mais recente portuguesa inglesada me enviou! :P E reza assim:

Ingredientes:

  • 250gr farinha
  • 1 colher (chá) fermento
  • 80gr açúcar amarelo
  • 60gr manteiga
  • 2 dl leite
  • 1 maçã verde
  • 1 ovo, batido
  • 1 colher (café) canela
  • 1 pitada de sal

Preparação:

1 – Descasca a maçã, corta ao meio, tira o caroço e rala num ralador de legumes (ou então põe mesmo aos bocadinhos, ou pica ou whatever!)
2 – Numa tigela mistura a farinha, o açúcar, o fermento em pó, a pitada de sal e a canela.
3 – Acrescenta a manteiga derretida, o ovo batido e vai deitando o leite em fio, mexendo sempre. Junta a maçã.
4 – Unta com manteiga, 8 forminhas de queques, deita-lhes o preparado anterior e leva a forno aquecido a 180º, durante 20 minutos. Vai vigiando, porque se ficarem muito cozidos, ficam secos.

Ora, a mim deu-me MUITO mais do que 8 forminhas! São pouco doces, por isso bons para acompanhar o tal chá, às 17h em ponto, claro! :D


E ainda antes desta onda British, a mais recente portuguesa inglesada deu-me a provar Apple Crumble. Eu adorei, pedi a receita e só há coisa de umas semanas é que experimentei! As maçãs reinetas já estavam mesmo no limite da validade, e derreteram-se todas com o calor do forno!

Em pesquisa pela net, vi que há muitas maneiras de se fazer este petisco. Algumas até fazem uma espécie de puré de maçã e só depois vão ao forno com a crosta... No entanto, a receita que me deram resulta lindamente! E é fácil imaginar algo para adicionar a esta receita, que deve ficar óptima acompanhada com uma bola de gelado de baunilha e uns fiozinhos de caramelo, e quem sabe, umas passas e muesli ou frutos secos, adicionados à receita! :D Para a minha receita naquele dia, fiz assim:

Ingredientes:
  • 4 maçãs reineta
  • 75g de açúcar amarelo
  • 50g de farinha
  • 25g de farinha integral
  • 75g de margarina
  • 1 colher de chá (bem cheia!) de canela
  • umas gotas de essência de baunilha

Preparação:

Liguem o forno a uns 180º. Retirem os caroços e descasquem as maçãs. Cortem em cubos com um tamanhinho jeitoso. Eu também lamino uma, para colocar no fundo da forma. Deitem os cubos por cima. Numa taça, juntem os outros ingredientes e batam até obterem algo com uma textura 'esfarelada'. Não derretam a manteiga! Espalhem, sem calcar, este preparado sobre a maçã. Vai ao forno até se formar uma crosta douradinha! :D E está pronto para retirar, deixar arrefecer e saborear! É óptimo para uma sobremesa num dia de assado, pois é extremamente simples e pode-se usar o calor de aquecer o forno antes do assado, e enquanto o almoço assa e se come, o crumble arrefece!

O meu ficou algo parecido com isto:


O próximo vai ficar algo parecido com isto:



=D Cumps!


PS: Ainda vos deixo mais uma fotografia, de um 'pormenor' Num livro de receitas portuguesas, traduzido para Inglês! :D É incrível como eles conseguem colocar classe e "fineza" nas coisas! :P LOL

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Bolo de Banana

Finalmente de volta dos EUA!

Foi uma viagem interessante, para receber uma formação interessante, mas a altura não foi a melhor... E também porque há coisas que por mais interessantes que sejam, assim no imediato nos trazem mais problemas que soluções... Mas enfim! Não estou cá para falar disso!! Estou cá para falar de comida!!

E o que é que há a dizer da comida dos EUA?!?!

Fraquiiiiiiiinhaaaa......

Eles até têm coisas boas! Carne boa, hambúrgueres que não são fast-food, restaurantes cheios da pinta... Mas ao fim de uma semana, quem está habituado à comidinha de cá já está farto da deles! Porque os molhos são sempre doces, porque raramente se encontra peixe (na zona em que estava, só havia Walleye), porque a variedade é pouquíssima e acaba sempre por saber tudo ao mesmo!

Mas vim com algumas ideias boas de lá! Existe um molho para saladas, Honey Mustard, que vou ter de aprender a fazer como deve ser! Porque aquilo para temperar saladinhas no Verão é uma categoria! :P E Existe o Gravy, que já há muito tinha provado, mas nunca com puré de batata, e aquilo fica fenomenal!

Outra coisa que provei foi Bolo de Banana! E é agradavelmente bom! Vim à procura da receita e achei uma muito simples, ideal para fazer com a minha afilhada que veio cá passar uns dias a casa! Deixo-vos a receita, com uns toques meus e dela! ;)

Bolo de Banana

Ingredientes:

  • 1/2 chávena de chá de Margarina
  • 1 chávena de chá de Açúcar
  • 2 Ovos
  • 2 Bananas
  • 1 colher de chá de Extracto de Baunilha
  • 1 colher de chá de Canela em Pó
  • 1/2 chávena de chá de Farinha de Trigo
  • 1 colher de chá de Fermento em Pó
  • Margarina e Farinha para untar e polvilhar a forma


Preparação:

Liguem o forno a uma temperatura média. Untem uma forma, se possível de bolo inglês, com margarina e polvilhem com farinha de trigo. Num prato de sopa, esmaguem bem as bananas com um garfo e reservem. Com a batedeira, misturem numa taça a margarina, à temperatura ambiente, com o açúcar. Batam até ficar em creme, e sem parar de bater adicionem os ovos, um a um, as bananas já amassadas, o extracto de baunilha, a canela e a farinha, com o fermento já misturado. Coloquem a massa na forma e levem ao forno, controlando sempre muito bem!


E controlem sempre muito bem, porque é uma DELÍCIA abrir o forno e sentir o cheiro da banana e da canela! =D Eu tive de juntar um pouco mais de farinha, pois a massa apresentava um aspecto demasiado líquido... Acabámos por usar uma chávena inteira de farinha de trigo, por isso se tiver de adicionar também, não estranhem! :P Ou não adicionem, que é como dizia na receita original, e vejam como corre! ;) Para a próxima, vou deixar também umas rodelas de banana, cortadas ao meio, para adicionar à massa no final! Devem ficar óptimas no meio da massa! =D

E aqui está um bolo super simples e que é, de certeza absoluta, um mega sucesso durante um chá! ;)

Cumps! =D

domingo, 12 de julho de 2009

Strawberry Cheesecake

Como é que eu hei-de introduzir esta receita?

Por vezes fazer um prato, ou uma sobremesa, aparece por sugestão. Por vezes uma sugestão minha, por vezes uma sugestão de outra pessoa. Quando várias pessoas sugerem a mesma coisa, o interesse aumenta.

E se acrescentarmos à sugestão um 'prémio', em caso de uma avaliação positiva da receita, o processo de 'criação' de uma receita especial torna-se deveras interessante!

A receita é esta:

Cheesecake!

Base de Bolacha:
Coloque 175 g de bolachas Maria no 123 e desfaça-as. Adicionam-se 50 g de açúcar amarelo e 75 g de margarina derretida e amassa-se bem com a mão.
Tenham à mão uma forma redonda de aro amovível, com 22cm (ou 24cm) de diâmetro, deitem dentro o preparado de bolacha e comprimam bem com uma colher. Levem ao forno a cozer a 200º durante uns 10 minutos. Retirar e deixar arrefecer.

Creme de queijo:
Bater 400 g de queijo para barrar até obter um creme suave. Juntar 1 lata de leite condensado, 60 mL sumo de limão, 3 mL de essência de baunilha e misturar tudo muito bem, mantendo a cremosidade. Envolver 170 g de chantilly. Colocar na base, alisar o topo e levar ao frigorífico para o dia seguinte.

Topping:
Dissolver 1 frasco de St. Dalfour de Morangos em 2 colheres de sopa de água a ferver. Esperar que arrefeça e espalhar pelo preparado que ficou a aguardar no frio. Levar ao frigorífico e desenformar apenas antes de servir.


Notas: Eu usei doce de morango, mas podem usar um qualquer. Sugestão de quem sabe, usar de frutos silvestres! O queijo para barrar foi o Philadelphia e o chantilly usei de compra, daqueles que vêm 'à pressão' numa lata. Foi sugestão de uma receita do allrecipes.com, e parece-me uma óptima alternativa, pois natas batidas podem não resultar tão bem, sendo necessário recorrer a folhas de gelatina para o conjunto não se desfazer! E talvez a base não precise de tanto tempo no forno...


Como nota final, quero deixar bem claro que o resultado da receita soube muito bem! Ainda me soube melhor poder presentear as pessoas que me sugeriram fazer esta sobremesa com tão belo trabalho!! E o 'prémio', esse, vai com certeza ser muito muito muito bem estimado...! ;)

Cumps!

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Sopa de Peixe :: Round 2!

Lembram-se disto?


Pois é, hoje foi o dia de inovar na sopa de peixe! O blog já andava muito parado, e para retomar o andamento hoje passei DUAS HORAS na cozinha para fazer esta sopa! E aquilo rendeu muito pouco... Por isso nem sei como devo fazer com as medidas... Olhem, vou improvisar! :P Se não perceberem alguma coisa não se intimidem e perguntem! ;)

Ora, a primeira coisa que fiz foi cozer uma cabeça de dourada em litro e meio de água e sal. Depois de cozida, aproveitei o caldo para fazer um fumet de peixe, mesmo à maneira do Pinixnaix!

Derreti uma colher de sopa de margarina, e deitei dentro da panela alho francês, cenoura, cebola, salsa, pimenta preta em grão e uma folha de louro. Deixei refogar, depois refresquei com um bocado de vinho branco. Entretanto tinha desfiado o peixe, e aproveitei as espinhas e os restos para adicionar a este refogado, assim como o caldo que resultou da cozedura.

Deixem isto ferver em lume brando durante uma boa meia-hora. Aproveitem-na para descascar umas 500g de batatas, uns 3 tomates maduros. Retirem as sementes aos tomates e cortem tudo aos bocadinhos.

Façam um refogado em azeite com uma cebola grande e 2 dentes de alho generosos. Refresquem com um cheirinho de vinho só de deixem evaporar bem. Juntem a batata e o tomate, reduzam o lume e tapando a panela deixem suar por breves minutos. Agora está na altura de coar o fumet para a panela! Tenham atenção para não deixarem passar nenhuma espinha! E de seguida passem aos temperos. Eu hoje temperei a sopa com tomilho, colorau e pimenta preta moída e um pouco de sal.


Deixem ferver em lume brando, com a panela 'mal tapada'. Quando as batatas estiverem cozidas passem tudo com a varinha mágica. Rectifiquem temperos e, para os mais simplistas, está pronta a comer! Para os que são menos simplistas, podem cozer umas massinhas, adicionar o peixe desfiado, uns temperos extra, como coentros ou oregãos... ;) O que importa é que esteja ao vosso gosto!


Passadas duas horas, lá me sentei a comer a sopa e só vos digo.... Esta receita vai ficar MUITO bem guardada!! :P

Cumps! ;)

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Gelados

Eu nunca experimentei fazer gelados de formas muito complexas... A minha maneira de fazer gelados é muito simples:

3 pacotes de natas
1 lata de leite condensado
Bolachas (chipmix, oreo, etc...)

Bater as natas e adicionar o leite condensado. Esfarelar as bolachas, juntar tudo, mexer e colocar no congelador à noite.

Ao almoço é um regalo.... E como é simples e bom, nunca me apeteceu experimentar mais nada!

Cumps! ;)

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Imeem bastards!!


Agora que a minha jukebox estava no seu auge, com DUAS pessoas a assumir que já a tinham ouvido, não é que os gajos do imeem.com decidem só deixar tocar 30 segundos de cada música da minha playlist? Só me apetece chamar-lhes nomes!

Tirei a jukebox mas prometo procurar uma alternativa. É a minha "promessa eleitoral" (dizem que estas coisas estão na moda...)

Entretanto fica o vídeo:



;)

domingo, 31 de maio de 2009

Tarte de Noz

É uma receita que fica deliciosa, embora acredite que não sirva para todos os gostos... Tirei do Gastronomias.com.

Ingredientes:

Para a massa
  • 300 g de farinha de trigo integral
  • 150 g de açúcar
  • 75 g de manteiga
  • 50 g de farinha de trigo
  • 2 ovos inteiros
  • 1 gema

Para o creme
  • 200 g de miolo de noz
  • 250 g de açúcar
  • 200 g de manteiga
  • 2 ovos
  • 50 g de farinha
  • 1 ovo para pincelar

Preparação:

Amasse todos os ingredientes indicados para a massa até obter uma consistência uniforme. Unte uma tarteira com manteiga, forre-a com a massa e guarde no frigorífico, assim como a massa que sobrou. Em seguida, triture 150 gramas do miolo de noz e misture com o açúcar e a manteiga. Adicione os ovos e a farinha e bata na batedeira eléctrica durante cerca de 10 minutos. Depois, retire a base da tarte do frigorífico e recheie com o creme de nozes. Alise com a espátula. Sobre o creme e no centro da tarte disponha o restante miolo de noz cortado grosseiramente.
Em seguida vire a massa a toda a volta da tarte de forma a que tape parte do recheio. Estenda a massa de sobra com a ajuda do corta-massas e recorte 13 pétalas.
Disponha-as sobre a tarte, em forma de coroa. Pincela com ovo batido e leve ao forno durante cerca de 20/30 minutos. Sirva esta tarte fria.


Ora, eu não faço as pétalas, mas preciso de começar a colocar menos massa para a base, pois fica sempre muito grossa. O pessoal cá de casa prefere a base feita com farinha normal e não integral, e não costumo deixar o recheio ficar totalmente cozido.

Bom apetite! ;)

quinta-feira, 28 de maio de 2009

terça-feira, 19 de maio de 2009

Pãezinhos de Queijo 'Aldrabados'

Este Domingo andava com vontade de cozinhar, mas não sabia o quê. Não me deixavam fazer o jantar, nem o lanche. Tinha de pensar em algo pelo meio, e fui ver o que andava por aí e que se podia aproveitar. Descobri uma embalagem de queijo para pizzas e o fermento de padeiro que nunca mais se esgota depois do dia em que a minha mãe se baralhou, coitada, e trouxe daquilo à palete.

Pensei: "Pãezinhos de queijo é que era..." primeiro, porque nunca provei, e depois porque a conjuntura era mesmo a ideal! Vim à net procurar receitas, e não é que descubro que a receita é brasileira e usa Polvilho!? Não faço ideia do que isso seja, mas assim sendo inventei à séria!

Fiz assim: Misturei umas 200g de farinha, entre tipo 66 e integral, com um pouco de fermento dissolvido numa pinguinha de água. Fiz uma bolinha, não usando a massa toda, e deixei repousar uns 30 minutos para levedar. Juntei 1 ovo, meio copo de leite, umas 100g do queijo, uma pitada de sal e alho em pó. Amassei e amassei e amassei e depois deixei repousar e levedar quase uma hora. Mas não levedou nada. Deve ter sido do queijo... Fiz umas bolinhas e levei ao forno, onde finalmente a massa começou a crescer e a ficar com aquela cor e com aqueles lindos rasgos do pão!

O cheirinho que sai do forno é fenomenal! E desapareceram num piscar de olhos. Literalmente. Não é por acaso que não há fotos! LOL

Ideias para a próxima vez:

- Compro polvilho
- Uso o alho só na manteiga, porque retira muito do sabor do queijo
- Junto uma rodela de chouriço a cada pãozinho

Cumps! ;)

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Sweeeeet!!

Porquê este post?



O meu carro tinha um problema.

Esse problema era chato.

O problema já existia há muito tempo.

Eu gosto de mecânica, logo, problemas chatos e que se arrastam no tempo, e no MEU carro, dão-me MUITA comichão!

Fez-se muita coisa para saber de onde era o problema. Talvez nem tenha sido assim tanta... A vontade de desmontar era pouca.

Um dia troquei uma borrachinha! E o carro pareceu-me muito melhor... (para não dizer mesmo bom)

Para acabar com as dúvidas, na altura da revisão lá se desmontou muita coisa, só para ter a certeza de que tudo o resto está bem.

E está! =D

E pronto, estou contente e posso voltar a dar atenção ao blog! ;)

terça-feira, 12 de maio de 2009

Testing, 1 2

Estou a testar uma nova widget do Windows7 que me permite postar a partir do desktop. Vamos a ver o que sai daqui.... É melhor experimentar só texto por enquanto!

I Hate Cooking!

Mas porque é que isto agora funcionou tão bem!?!?!??!?! Vou tentar colocar o vídeo que era suposto estar cá há tipo... um mês!

Bem, decidi colocar este vídeo para aqueles visitantes que aparecem cá por engano! LOL Só para saberem que também respeito muito quem não gosta de cozinhar! :P

quarta-feira, 6 de maio de 2009

QUE RISADA!!!!! AHAHAHAHAHAH!!!

Epah, só quero que me digam COMO É QUE ISTO É POSSÍVEL!!!!
lololololol

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Málaga

Eu continuo a tentar colocar aqui uns vídeos do Youtube, mas eles teimam em não aparecer!! Daí a demora a colocar coisas novas, e pela qual peço desculpa...

Fim-de-semana prolongado, bem aproveitado num passeio a Málaga, que soube a ginjas!! Embora tenha sido algo cansativo, já andava mesmo a precisar de uns dias de "despreocupação"!

Málaga não tem muito para se ver, tem um plano urbanístico horrível, mas um castelo e um "palácio" muito bonito! Jardins muito cuidados e tal... A catedral é muito bonita por fora. Por dentro não sei porque eles cobram um preço absurdo para se poder entrar lá. Quase tão absurdo como o preço de uma caipirinha! Boa boa é a sangria e as tapas, embora as últimas não se consigam comparar com as de Sevilla, da Tarberna Coloniales.

No regresso um saltinho a El Chorro, um local fantástico e que merece uma visita com mais tempo e vontade para uma valente caminhada!

PS: Mais logo venho colocar umas fotos.

Hoje durante uma conversa fiquei com vontade de ir conhecer Sesimbra... Nunca visitei e toda a gente fala bem daquilo... Se alguém quiser dar opinião e alguma sugestão, fico muito agradecido!

Cumps! ;)

terça-feira, 21 de abril de 2009

Transparente... mas pouco!! =D

Em viagem por outros blogs, achei o Crónicas de uma jornalista, um blog da Sandra Mendes e que, logo no primeiro post, tem um link GENIAL!! LOL Nesse post fala-se de alguns casos insólitos, mas o giro daquilo é sermos nós próprios a procurar os tesourinhos escondidos na base de dados do Transparência na AP!! =D

Procurem a entidade que quiserem, o local que quiserem, e percam-se nos negócios que se fazem por aí fora!! Mas atenção!! Muito provavelmente, alguns deles têm uma explicação lógica!! :P Só que essa explicação não aparece escrita... E então, para além da lista relatada no blog da nossa amiga, encontram-se coisas do género:

Ent. Adjudicante: Município de Cascais
Ent. Adjudicada: Textype – Artes Gráficas, Lda
Objecto: Aquisição do Livro “A pesca Comercial de Tubarões e Raias em Portugal” Proc C- 5/09
Montante: 13.630,00 €


LOLOLOL e bem, eu podia continuar por aqui fora a noite toda!! =D

Sejam cuscos, dêem uma espreitadela! ;)

Cumps!

sábado, 11 de abril de 2009

Páscoa Feliz!

Considero a Páscoa uma altura de reflexões, de pensamentos de mudança. Para melhor. De preferência.

Tirando isso, a Páscoa é mais uma época de abusos alimentares. E com tanta reflexão, cada vez me convenço mais que me devo preocupar primeiro com o que me sai da boca, e então depois com o que entra! Para o ano veremos como estou! :P

Nos entretantos, sai um folar! (Receita encontrada na net)

Ingredientes:

  • 500 gr de farinha

  • 35 gr de fermento de padeiro

  • 1/2 dl de leite morno

  • 1 pitada de sal

  • 100 gr de açúcar

  • 75 gr de margarina

  • 3 ovos

  • Raspa de 1/2 laranja

  • 1 colh. café de canela em pó

  • 1 colh. café de erva doce

  • 1/2 cálice de Brandy (não tinha, usei Ginjinha)

  • 4 ovos cozidos em água com cascas de cebola (achei que não valia a pena...)

Preparação:

Deite a farinha sobre uma mesa, abra uma concavidade no meio, junte o fermento e junte metade do leite quente. Para amassar o fermento, deverá ir retirando alguma farinha da que está em volta na mesa. Faça uma bola, dê-lhe um golpe em cruz e deixe levedar. Junte em volta do fermento o açúcar, a canela, o sal, a margarina e amasse, sempre no centro. Junte 2 dos ovos crus, o resto do leite, a raspa da laranja,a erva doce e o brandy. Amasse tudo muito bem, envolvendo a farinha toda. Bata bem a massa, cortando-a para ficar fofa e elástica e polvilhando com farinha sempre que necessário, até se descolar facilmente da mesa e formar uma bola. Polvilhe uma taça com farinha, deite-lhe a massa, cubra com um pano aquecido e deixe levedar umas horas num ambiente aquecido, até a massa ter o dobro do volume. Deite a massa sobre a mesa, pondo de parte uma pequena porção e, com o resto, faça uma espécie de bola achatada. Coloque num tabuleiro, untado e polvilhado, com os ovos cozidos sobre o centro da massa. Faça umas tiras com a porção que tinha reservado, colocando-as em cruz sobre os ovos, deixando levedar novamente. Pincele levemente com um ovo batido e leve a cozer em forno médio, durante cerca de 30 minutos, tendo o cuidado de não deixar queimar.




E pronto! Boa Páscoa! ;)

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Estatisticamente falando...

... valerá a pena ter uma jukebox no blog?


Eu vou adicionando umas músicas, com o cuidado de serem músicas que criem um certo ambiente... quente, confortável, acolhedor... Um ambiente ao estilo do blog, ou pelo menos de como eu gostava que fosse o estilo do blog! :P Não coloco a música logo a tocar porque acho que isso se pode tornar maçador, e também sei que a maior parte dos meus visitantes vêm só de passagem...

Mas eu fico sempre na dúvida se alguém ouve aquilo! LOL Por isso, ao fundo do menu à direita, existe uma votação. Peço, carinhosamente, a gentileza do vosso voto. =)

Obrigado!

Windows 7

Instalei o novo Windows 7 para testar e até estou a gostar muito disto! Ao estilo do Vista, mas 10x melhor! Deve haver quem já conhecesse o Windows Live Writer, um programa que me foi sugerido instalar com o Novo Messenger e com o qual estou a escrever este post, que no fundo é um teste. Espero que fique bonito! LOL Mas isto dá a sensação de uma maior liberdade na formatação do blog… Ora vamos lá ver, se eu quiser colocar umas bullets nas minhas listas de Ingredientes…

  • Açúcar
  • Farinha
  • Ovos
  • Etc e tal

Ahn?! Ficou giro?! :P e também dá para colocar tabelas! E mapas!

Imagem no mapa

Sabem o que é isto!? =D Miradouro da Senhora do Monte! Só tenho pena de não ter levado a máquina… A vista é simplesmente fenomenal! É o sítio que mudou a minha maneira de ver Lisboa. E dá para instalar plugins no programa, como por exemplo, uma plugin para usar emoticons do MSN no blog! thumbs_upsmile_teeth

E pronto, amanhã espero ter novidades gastronómicas!

Cumps! smile_wink

domingo, 29 de março de 2009

Rolos de Peru com Recheio de Maçã e Farinheira

Eu sou um grande fã de "pormenores" doces nos pratos de carne. Tinha um jantar cá por casa e fui a um livro que tenho aqui - Entre Amigos, da Vaqueiro - escolher uma receita. Rolos de Peru com Recheio de Maçã e Farinheira pareceu uma boa opção e o resultado não podia ter sido melhor... A receita não se encontra no site da Vaqueiro, por isso vou deixar aqui a receita do livro na integra, atendendo ao facto de estar apenas a fazer publicidade a um grande livro de receitas e não a infringir qualquer lei de direitos de autor! :P

Ingredientes:

6 bifes de peru
sal
pimenta preta de moinho
1 farinheira (mole)
1 maçã reineta
25g de pinhões
canela
60g de Vaqueiro
tomilho
2 colheres de sopa de mel
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico

Preparação:

Ligue o forno e regule-o para os 200ºC. Coloque os bifes de peru entre duas folhas de pelicula aderente e espalme-os, batendo-lhes com uma bátula ou com um tacho pesado. Retire a película e tempere os bifes com sal e pimenta. Tire a pele à farinheira e esmague-a com um garfo. Descasque a maçã, rale-a em fios e junte à farinheira. Adicione os pinhões, perfume com uma pitada de canela e misture muito bem. Distribua a massa obtida pelos bifes e molde em rolo. Enrole os bifes como se fossem crepes e prenda com palitos ou fio de cozinha. Coloque os rolos de peru num tabuleiro de forno e perfume com um pouco de tomilho. Dissolva o mel com o vinagre balsâmico, deite sobre a carne e por cima espalhe a margarina em nozinhas. Leve ao forno durante cerca de 15 a 20 minutos.


Esta acabou por ser uma receita muito simples, prática e incrivelmente rápida de preparar! No livro o acompanhamento é feito com espinafres salteados e vermicelli de arroz. Eu acompanhei com batatas noisettes e não usei pinhões no recheio.

Quando a carne estiver pronta, retirem-na do tabuleiro e adicionem ao molho um pouco de água quente, levando a mistura a ferver um pouco. Depois é só juntar tudo no prato e deliciarem-se!! =D


Cumps! ;)

quinta-feira, 26 de março de 2009

Pêras Bêbedas em Ginjinha

Uma vez fui a casa de uma professora, e via-a preparar umas pêras bêbedas... Achei giro, mas ao experimentar, a coisa não correu nada bem...

Fui à feira do chocolate e com os Lombinhos à Obidense vinha uma pêra roxa... Não, não é 'rocha' (do Oeste!), é mesmo roxa, do vinho! Provei, gostei, e percebi logo que tinha algo mais para além do vinho... provei outra vez e fez-se luz! Ginjinha!!! Na carta das sobremesas, Pêras Bêbedas em Ginjinha com Chocolate. =D

Desde então que andava mortinho para experimentar fazer Pêras Bêbedas! Já vi quase uma centena de receitas de pêras bêbedas pela net e algumas em livros! A meio da semana encontro um ex-vizinho e um grande amigo! Conversa: "Soul, Quinta-feira faço anos! Aparece lá em casa para jantar!" "E que é que tu queres de prenda?" "Epah, leva uma sobremesa." =D MUAHAHAHA!! JÁ ESTÁS!!!

Então na Quinta fiz assim:

Descasquei 9 pêras, com cuidado para deixar o pé. Levam um bocado de sumo de limão para não escurecerem. Num tacho grande, para as pêras e o molho caberem folgados, deitei 5dL de ginjinha, uma colher de sopa de mel e 150g de açúcar. Levei ao lume e mexi bem, para envolver e dissolver os açúcares! Depois adicionei 5dL de água, um pau de canela, 2 cálices de vinho do Porto e coloquei as pêras no tacho. Vigiando o lume, deixei aquilo a fervilhar nas calminhas e dei-lhe uns 20 minutos, para ficarem bem macias, pois infelizmente não tive grande tempo para as deixar a amadurecer em casa. Quando estavam no ponto tirei-as, aumentei um pouco o lume e deixei o molho axaropar! Quando começou assim a fazer uma espuma, apaguei o lume e, delicadamente, verti o molho sobre as pêras que já o desejavam todas arrumadinhas numa taça! Depois subi as escadas de dois andares com muito jeitinho para não entornar! :P


Não tirei fotos porque era o presente do meu amigo, por isso a foto que aqui fica tem direitos de autor, mas não sei de quem! Mas deu-me umas ideias... Vou repetir cá em casa e, se possível, acompanhar com chocolate e um geladinho... De baunilha... Talvez assim num crepe... Qui espéctáculo!! =D Nessa altura tiro foto!

E é assim a minha receita de pêras bêbedas! Cumps! =D

terça-feira, 24 de março de 2009

Para que fique esclarecido!!

Lagartada, eu até percebo a razão de tanta azia... Mas não virem as culpas para os benfiquistas!! Nem nos acusem de agora estar calados!!

Para que fique bem claro, deixo-vos com este vídeo!! Mr. Pedro Ribeiro:



E MAI' NADA!!

domingo, 15 de março de 2009

Long Days

Os dias já estão compridos, já chego ao trabalho e é de dia! O nascer do sol acompanha-se na 2ª circular e o fim do dia aparece com aquele cheirinho a refogado na cozinha, e o cheiro a mar que entra pelas janelas!! E já há morangos!! É uma altura do ano espectacular! =)


Não tive oportunidade de ir escrevendo à medida que as novidades surgiam, por isso este post vai ser assim um resumo alargado! Prometo que não vai ser tão alargado como o resumo dos jogos da liga dos campeões durante a semana, que aquilo durou e durou, com tanto golo que houve para mostrar! LOL :P

Fui à feira do chocolate, e deu para reparar que este ano era especialmente apelativa aos mais novos... No entanto o espaço pareceu-me melhor aproveitado! Pena só haver barracas com ginjinha e não ter encontrado ninguém a vender Licores da D. Amélia! Mas o que é que encontrei!? Uma garrafa de tinto: EA - Colheita Seleccionada! Vai ser para uma ocasião MUITO especial!

No dia da primeira visita ao festival estalou o pára-brisas do carro... Felizmente o seguro é porreirinho, vidro trocado la quinta-feira e, o mais importante de tudo, carro aspirado por 0€!! LOL

Já agora, tenho de agradecer ao Pinixnaix! :D Achei dois grandes restaurantes!! Saboreei a vitória do Bayern acompanhado por uma lasanha de bacalhau, e ficou prometida a viagem para experimentar, às quintas no restaurante Pacha, nas Caldas da Rainha, a lasanha de cherne!! E na vila de Óbidos, o restaurante O Lidador, onde os lombinhos vinham acompanhados, entre outros, com uma pêra bêbeda em Ginjinha! Divinal.... Já experimentei aqui uma receita baseada nisso, mas ainda não está no ponto! Assim que tiver tirado umas dúvidas publico logo aqui, porque aquilo é de comer e chorar por mais!!

O resto da semana foi com pratos normais, já que o fogão novo andou com alguns problemas. Na foto, hamburgueres à minha moda, com muita pimenta e muito alho, um pouco de louro, sal e fritos em manteiga e um fio de azeite com molho inglês.


Por falar em hamburgueres, tenho de reconhecer que me deram a provar o melhor hamburguer até hoje! Tony Crew Bar, em São João do Estoril e a 200m de minha casa, que, reparem só, tem Quiz todos os Sábados às 23h!! E andei eu à procura de bares assim por Lisboa, quando afinal só tinha de descer a rua... Agora já sei onde vou Sábados às 23h, e onde vou jantar quando me der a preguiça! :P

E é assim, agora está na altura de ir fazer o jantar (pizza de atum e bacon) e começar de tratar do IRS... Espero esta semana conseguir dar novidades pelo meio! ;)

Cumps!

sexta-feira, 6 de março de 2009

Trigonometria Amorosa


Um Quociente apaixonou-se
Um dia
Doidamente
Por uma Incógnita.

Olhou-a com seu olhar inumerável
E viu-a, do Ápice à Base...
Uma Figura Ímpar;
Olhos rombóides, boca trapezóide,
Corpo ortogonal, seios esferóides.

Fez da sua
Uma vida
Paralela à dela.
Até que se encontraram
No Infinito.

"Quem és tu?" indagou ele
Com ânsia radical.
"Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode chamar-me Hipotenusa."

E de falarem descobriram que eram
O que, em aritmética, corresponde
A alma irmãs
Primos-entre-si.

E assim se amaram
Ao quadrado da velocidade da luz.
Numa sexta potenciação
Traçando
Ao sabor do momento
E da paixão
Rectas, curvas, círculos e linhas sinusoidais.

Escandalizaram os ortodoxos
das fórmulas euclidianas
E os exegetas do Universo Finito.

Romperam convenções newtonianas
e pitagóricas.
E, enfim, resolveram casar-se.
Constituir um lar.
Mais que um lar.
Uma Perpendicular.

Convidaram para padrinhos
O Poliedro e a Bissetriz.
E fizeram planos, equações e
diagramas para o futuro
Sonhando com uma felicidade
Integral
E diferencial.

E casaram-se e tiveram
uma secante e três cones
Muito engraçadinhos.
E foram felizes
Até àquele dia
Em que tudo, afinal,
se torna monotonia.

Foi então que surgiu
O Máximo Divisor Comum...
Frequentador de Círculos Concêntricos.
Viciosos.
Ofereceu-lhe, a ela,
Uma Grandeza Absoluta,
E reduziu-a a um Denominador Comum.

Ele, Quociente, percebeu
Que com ela não formava mais Um Todo.
Uma Unidade.
Era o Triângulo,
chamado amoroso.
E desse problema ela era a fracção
Mais ordinária.

Mas foi então que Einstein descobriu a
Relatividade.
E tudo que era expúrio passou a ser
Moralidade
Como aliás, em qualquer
Sociedade.

Autor Desconhecido
(recebido por email)


Achei o texto muito bom! =D resolvi colocar aqui! ;) Cumps!

segunda-feira, 2 de março de 2009

Os meus dias no turno da tarde*

Eu trabalho por turnos. Semana sim, semana não, lá troco de horário... Pode parecer algo banal, mas é muito atrofiante!!!

O bom dos meus horários é que escapo facilmente ao trânsito, e como trabalho em Lisboa este é um ponto muito positivo. Quanto aos pontos negativos, temos essencialmente os problemas de sono, o ciclo diário todo baralhado (principalmente quando se fazem prolongamentos, ou turnos diferentes ao fim-de-semana) e o afastamento das actividades sociais com amigos e família.

Ultimamente ando com a casa mais para mim (o que também tem as suas coisas positivas e negativas), mas começo-me a aperceber que o turno da tarde afinal não é assim tão mau! Senão vejamos: segunda de manhã no turno em que entro bem cedinho, levanto e nem tenho tempo para fazer a cama! É sair de casa a correr, tomar o pequeno-almoço no trabalho e quando são umas 16h já estou de volta. Vai-se directo ao ginásio, ou fazer qualquer desporto, chega-se a casa e a primeira coisa é fazer a cama. Depois pensa-se no jantar, qualquer coisa que suje a menor quantidade de loiça possível e vai-se tomar banho. Depois faz-se o jantar, arruma-se a loiça na máquina e lá vamos para o nosso momento de lazer, a ver TV ou na net... Mas estamos estoirados!

Segunda de manhã no horário da tarde: acordo cerca das 9h00. Levanto-me, como qualquer coisa, saiu para o ginásio e na volta toma-se o banhinho. Vou para a cozinha fazer um batido e umas tostas, ou um chá e torradas quentinhas, isto enquanto ouvimos as notícias e vemos os principais títulos dos jornais. Depois lavamos a loiça e arrumamos a cozinha. Vamos fazer a cama e tratamos das plantinhas, pomos a roupa para lavar, isto tudo enquanto ouvimos música! Claro, isto se não tivermos de ir ao banco ou a alguma consulta médica, ou para ir às compras! Mas se formos às compras, podemos comprar algo para um almoço especial que nos veio à ideia! E depois do almoço feito, entra-se no carro e lá vou eu, à beira-mar e num ritmo de passeio, beber um cafézinho no trabalho! :P chego a casa lá para a 01h00, prontinho para dar uma vista de olhos pela TV (para ganhar sono) e ir dormir.

Tirando não estar com os amigos, este turno nem parece muito mau, pois não!? =D

Já agora, isto está fraco de receitas para experimentar, por isso lembrei-me de preparar um post sobre as consequências do trabalho por turnos, prós e contras e por aí fora. Só porque gosto que os meus visitantes andem informados! ;)

E já agora, e porque falei em batidos, tenho reparado que muita gente não conhece as polpas de fruta da Brasfrut. Vendem-se em qualquer supermercado e eu prefiro comprar no Jumbo, porque é o único lugar onde as encontro em quadrados individuais e não em embalagens de quatro quadrados. Dão muito jeito, são muito saborosas e nutritivas e, se estiverem interessados, não deixem de visitar o site deles porque as receitas são muito boas. ;) Eu depois posso dar-vos as minhas combinações de sumos e batidos preferidos!


* - qualquer semelhança entre estes relatos e a realidade poderá, eventualmente, ser pura coincidência!

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Crise

Oriundo do latin, o termo crise tem a mesma equivalência da palavra vento. Indica, assim, um estágio de alternância, no qual uma vez transcorrido diferencia-se do que costumava ser. Não existe possibilidade de retorno aos antigos padrões.

"Não pretendemos que as coisas mudem se sempre fazemos o mesmo. A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera a si mesmo sem ficar "superado". Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais aos problemas do que as soluções. A verdadeira crise é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios, a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há mérito. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la"

Albert Einstein


terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Feijoada de Chocos

Há quem goste de mais de umas coisas, outros de outras... há quem prefira carne, outros peixe, uns gostam mesmo é de sobremesas, outros sonham com sopas... Para mim, quem gosta simplesmente de comer NUNCA consegue resistir a uma boa feijoada de chocos!



Comecem por refogar 1 cebola grande, 3 dentes de alho e uma folha de louro num fio de azeite. Vão mexendo sempre e quando estiver tudo lourinho, refresquem com um pouco de vinho branco. Juntem 1kg de choco limpo e cortado aos bocados e deixem-no deitar um bocadinho de água.

Enquanto isso, podem pegar numa mão de feijão branco cozido e passá-la pela varinha mágica. Coloquem este puré no chinês, ou passador, e coem para um recipiente, adicionando água quente e mexendo sempre. Juntem água até perfazer cerca de 1L. Ficam com um 'caldo de feijão branco' que servirá para ir adicionando à feijoada, enquanto tudo coze. Isto dá um sabor maravilhoso e deixa o molho mais espesso!

Quando o choco já tiver perdido alguma água, juntem 1 cenoura cortada às meias-luas. Temperem com sal e pimenta e esperem um pouco até adicionar uma lata de tomate aos pedaços. Deixem 'estufar' um bocadinho e depois vão adicionando o tal caldo, controlando o molho e mexendo sempre.

Quando acharem que falta pouco para o choco estar naquele ponto que preferem, juntem o feijão, salsa e coentros picados. Eu adicionei também umas gambas e umas ameijoas que congelei há uns tempos, assim que acabaram de cozer. Se preferirem o feijão mais 'bem passado', adicionem-no um pouco antes e eu não pus quantidades porque acho que depende do gosto de cada um. Deve-se servir com arroz branco e solto.

Esta receita vai um pouco com a experiência, mas acreditem que é fácil apanhar-lhe o jeito! ;)

Cumps! =D

sábado, 14 de fevereiro de 2009



E no fim do dia sei que não foi castigo, sei que não foi brincadeira... Lembrei-me que tudo o que peço é que sejas feliz, porque o mereces mais que ninguém.

E hoje disseste-me que és e que estás a fazer aquilo de que gostas! Por isso foi um presente, um pequeno "ferrero rocher"!! =D para me dizer que tudo te corre bem, e isso para mim é o mais importante!

:)

S. Valentim

Eu sei que este é um blog de receitas e sei que há pessoas que vêm cá por isso, outras que vêm porque me conhecem... Também sei que há coisas que são só minhas, que não têm, ou não deveriam ter, o mínimo interesse em ser partilhadas com toda a gente que visita este blog. Mas também gosto de me dar um bocadinho a conhecer, e há coisas que me definem e explicam muita coisa.

Uma das coisas que gostava de partilhar com vocês é a maneira com que as entidades divinas brincam comigo! E eu passo a explicar... Tive uma namorada que é tudo aquilo com que se pode sonhar. Aquilo que sinto por ela é bem mais que tudo aquilo que as palavras possam explicar, mas tudo isso não chega para que uma relação funcione... É a vida. E a vida obriga-nos a grandes provações, como desistir, ou afastar-nos, de sonhos e de amores.

O dia de S. Valentim, estando eu nesta... 'situação', já é complicado por si só. Mas encontrar-me com ela nas compras!? Depois de tanto tempo afastados!?!? É uma tortura!!!

É que depois eu passo o dia entre sorrisos estúpidos, quando começo a sonhar e a levantar os pés do chão, e lagriminhas ao canto do olho quando volto à Terra!!!!!

Só espero que passe depressa...... ...

Bem, feliz dia de S. Valentim a todos!! =D e embora saiba que não vais ler isto, deixo-te uma letra, podes acompanhar a música na jukebox em baixo!

Say that you'll stay a little
dont say bye-bye tonight
say you'll be mine
just a little bit of love
is worth a moment of your time.
Knockin' on your door just a little
it's so cold outside tonight
let's get a fire burning
oh I know I'll keep it burning bright
if your stay, wont you save, save

Save room for my love
Save room for a moment to be with me
Save room for my love
Save a little, save a little for me
Won't you save a little
Save a little for me

This just might hurt a little
love hurts sometimes when you do it right
dont be afraid of a little bit of pain
pleasure is on the other side.
Let down your guard just a little
i'll keep you safe in these arms of mine
hold on to me pretty baby
you will see I can be all you need if you stay
won't you save, save

Oh c'mon, make time to live a little
don't let this moment slip by tonight
you'll never know what you're missing
'till you try, ill keep you satisfied if you stay
won't you save, save

John Legend - Save Room


PS: Depois venho cá pôr umas imagens!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Spaghetti alle Vongole

Tenho muitos livros de receitas de 'pasta', andei à procura de algo para fazer ameijoas e encontrei Esparguete alle Vongole. Experimentei e, embora prefira outras receitas para saborear ameijoas, vou colocar esta para vos apresentar um 'blog' muito interessante: Italian Food Recipes!


Neste site exclusivo para receitas italianas, esta receita está MUITO bem apresentada! Nem faz grande sentido colocar a receita novamente, vou só colocar a foto do resultado, sem o esparguete adicionado, e se quiserem experimentar, tenham a bondade de seguir ESTE link! ;)

Cumps! =D

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Bolo de Requeijão

Eu pensava que este bolo era muito conhecido, mas como já apanhei duas pessoas que não sabem o que é, deixo aqui a receita! Devo referir que existe uma variante, em que a pouca farinha é substituída por amêndoa ralada. Eu não gosto dessa, mas se forem adeptos de amêndoa, têm todo o meu apoio para a procurarem e experimentarem! :P Não deixem é de experimentar uma das duas, porque este é um bolo fantástico!


Ingredientes:

275g de requeijão fresco
275g de açúcar
4 ovos
100g de manteiga
4 colheres (sopa) de farinha
1 colher (chá) de canela moída
1 colher (chá) de fermento em pó*

Preparação:

Triturem o requeijão até obter uma massa fina. Juntem-lhe o açúcar e batam bem. Adicionem os ovos, uma a um, e a manteiga amolecida. Juntem por último, e incorporando apenas, a farinha, o fermento e a canela. Deitem a massa numa forma MUITO bem untada (é MUITO importante!!) e levem ao forno. Este bolo fica sempre húmido, não vale a pena esperar que o palito esteja 100% seco, retirem quando estiver lá perto. Desenformem ainda quente.

Bom apetite!! =D

*Esta colher de fermento não vem na receita pela qual me guiei, mas depois de uma queixa sou obrigado a colocá-la aqui! Eu uso sempre farinha que já tem fermento, o bolo fica pequenino, mas eu acho normal. Acontece que se não usarem farinha que já tiver fermento, o resultado pode não ser tão agradável quanto desejavam! LOL Por isso para prevenir, e porque um bocadinho de fermento a mais não deve fazer mal nenhum, aqui fica a nota e a devida correcção! ;)

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Sopas

Quando era miúdo só comia sopa 'a toque de caixa'... Mas ela estava sempre presente nas refeições. Entretanto os tempos mudaram, eu e a minha irmã começámos a tomar as rédeas da cozinha e a sopa foi desaparecendo. Hoje sei que foi um erro, mas que veio em boa altura, já que este intervalo me fez 'desenjoar' e aprender a apreciar uma boa sopa!


A dieta de quem remove as amígdalas é uma grande seca... só líquidos e coisinhas moles, geladas ou frias... E andar assim uma semana e tal até poder comer uma sopinha morninha é péssimo!! Confesso que costumava ser o diabinho que provoca e faz por quebrar as dietas da mãe, da irmã, das primas, das namoradas... Mas de há 15 dias para cá que venho a ganhar o maior respeito por quem segue uma dieta (desde que esta seja indicada e não feita à toa!). Nunca me tinha apercebido de que, ao sair um bocadinho da linha, os nossos sentidos ficam logo alerta para tudo aquilo que não podemos comer!! E isto começa a perseguir-nos até ficarmos doidos!! LOL Hoje então, quando passei no Jumbo e se abriu um forno, de onde saíram umas broas de milho com chouriço...... O que vale é que, se Deus quiser, amanhã vou ter ordem para parar esta dieta!! E vou a correr comprar aquelas broas!! LOL

Anyway, durante a dieta andei a aprender umas coisas sobre sopas, especialmente nos supermercados, onde nunca tinha comprado ingredientes para tais coisas (nunca fui muito de vegetais nem nada...). Falei com amigos, com familiares, consultei a internet e andei a imitar sopas que já provei em restaurantes! O resultado: Um creme de legumes em caldo de peixe e uma sopa de feijão manteiga com couve lombarda que é de comer e chorar por mais! Mais à frente digo-vos como fazer, embora sem medidas de ingredientes, porque nestas coisas não há medidas, e até lá deixo-vos um 'dossier' sobre Sopas! Aviso já que este post se pode tornar extenso!

Todos necessitam de combustível para sobreviver, mas os seres humanos são os únicos seres vivos que aliam os gostos às simples necessidades nutricionais. Embora todos os animais se alimentem, apenas o Homem cozinha os alimentos. Deste modo, a culinária transforma-se num símbolo da nossa humanidade, algo que nos distingue do resto dos elementos da natureza.
A alimentação transformou-se rapidamente num dos muitos rituais comuns aos seres humanos, variando de cultura para cultura, mas assumindo, quase sempre, uma actividade de grupo.
O Homem, enquanto elemento do ecossistema, necessita de comida, e os seus hábitos alimentares variam em função do que o meio que o rodeia lhe pode oferecer. Contudo, também os seres humanos foram determinantes na evolução dos alimentos, seja pela selecção e domesticação de espécies animais e vegetais, seja pelo desenvolvimento de todos os métodos e instrumentos necessários à sua transformação para a dieta humana.

excerto transcrito daqui




A História da Sopa perde-se no tempo, mas não há dúvida nenhuma de que a invenção do fogo é determinante! Foi a partir daí que se começaram a cozer os alimentos e as primeiras sopas eram, basicamente, o caldo resultante da cozedura da carne e cereais. A sopa sofreu uma evolução, que podem consultar com mais pormenor neste link, mas é essencialmente conhecida como prato principal dos camponeses em todo o mundo. «A palavra sopa vem do latim "sop" que significa "colocar fatias de pão no prato e sobre elas derramar caldo quente".» Com a sopa surge uma fonte de calor para alimentar e aquecer as pessoas, não sendo portanto de estranhar que fosse considerada o prato principal das refeições, nem que tenha contribuído, desde sempre, para o bem-estar da população. A sopa possui um elevado contributo nutritivo para o nosso corpo, de tal forma que os médicos, na Idade Média, e reconhecendo as suas virtudes terapêuticas, prescreviam-nas antes de qualquer remédio. Aliás, é desde a entrada da sopa nos hábitos alimentares que os dentes apresentam uma maior duração. O factor económico também é extremamente importante, pois além de ser um prato bastante económico, na época do Inverno, de escassez de caça e colheitas, nas aldeias fazia-se diluir o pouco alimento em água, com o objectivo de reparti-lo. No entanto não eram apenas os mais pobres que a apreciavam, já que na própria corte real, e em várias outras civilizações, a sopa era um bem divino e muito apreciado.

Moral da história: Todas as pessoas devem comer «sopinha», pois além de preparar o estômago para receber os outros alimentos (e isso é MUITO importante), é uma excelente fonte de vitaminas e hidratos de carbono pelos ingredientes que entram na sua confecção! De baixo custo, de confecção simples, e de digestão fácil, ainda tem a vantagem de apresentar um baixo valor de gorduras!

Fecho o dossier com este excelente link, dedicado a quem quiser saber ainda mais um bocadinho sobre as maravilhas nutritivas da sopa!


Quanto às minhas receitas, vou falar assim por alto sobre elas! No Creme de Legumes com caldo de peixe, deve-se começar pelo caldo! Aliás, não se diz caldo, diz-se fumet de peixe! :P Foi-me ensinado, pelo Pinixnaix, que para se fazer fumet de peixe se começa por refogar mirrepoix ( cebola, alho francês, cenoura, salsa, louro, pimenta em grão e aipo) com manteiga. Refresca-se depois de bem refogado com vinho branco, junta-se a água e o peixe, ou só as espinhas. O peixe deve ser de sabor suave, como por exemplo a pescada. Depois de bem cozido, e devem deixar cozer mesmo muito bem, retirem o peixe e passem pelo passador. Eu acabei por triturar tudo com a varinha mágica após retirar o peixe. Depois é colocar este caldo com os legumes pretendidos, no meu caso courgettes, abóbora, cenoura, feijão verde, espinafres e um pouco mais de cebola. Ferve, coze, tempera-se e passa-se tudo muito bem! ;) fica delicioso! Então com uns coentros e o peixe desfiado...

Para a Sopa de Feijão Manteiga com Couve Lombarda, comecei por refogar, em manteiga, uma cebola com um pouco de um preparado que o Pingo Doce vende, chamado Sopa de Verão. Nesses pacotes vêm cortados aos bocadinhos, se não me falha a memória, aipo, alho francês, cebola, cenoura, couve-flor e salsa. O que não usei está congelado e de certeza que se conserva muito bem até voltar a ser preciso! Depois de tudo bem refogado, coloquei batatas e a couve lombarda, cortada numa juliana miúda, a 'suar'! Fica tudo dentro da panela, em lume brando e de tampinha bem fechada, a 'suar' a couve para ela amolecer. Enquanto isto se processa, dissolve-se um caldo knorr de galinha num litro de água, que se reserva, lava-se o feijão manteiga já cozido e passa-se a varinha mágica pelo feijão. Agora abrimos a panela, colocamos o passador na panela e deitamos no passador a 'papa' de feijão. Vamos mexendo esta papa à medida que vertemos o caldo de galinha, e isto faz com que o puré de feijão desça para a panela, mas as cascas fiquem todas no passador. Acrescenta-se mais água se necessário. Já agora, eu faço assim porque passo tudo no fim. Mas se preferirem, não juntem logo as couves, deixem a base cozer e passem-na, adicionando só as couves e alguns feijão inteiros no fim.

Cumps! ;)

domingo, 25 de janeiro de 2009

Nobel em "Comida de Campista"

Acabei de inventar os Ovos Mexidos de Atum!! =D

Não posso deixar aqui a receita ainda porque me quero candidatar a algum prémio com ela! :P LOL Vim só cá escrever isto enquanto a comida arrefece, porque ainda não posso comer nada (muito) quente...

É incrível como passados 10 dias de dieta estamos capazes de inventar qualquer coisa para comer... E eu já sonho com o que vou jantar na quarta-feira, se o médico disser que posso voltar a comer normalmente!

Quando voltar ao blog para colocar receitas, vou tentar arranjar alguma informação sobre sopas, pois têm sido a minha ementa exclusiva na última semana.

Cumps! ;)

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

O adeus às tonsilas palatinas

Lá se foram as minhas amígdalas! =D Ainda falo esquisito, ainda fico sem conseguir respirar de vez em quando e vou passar uma semana em casa sem poder cozinhar coisas boas, porque só posso comer gelados... Felizmente (ainda) não há grandes dores!

Espero ver resolvido um problema de há muito tempo, que se tinha tornado especialmente incómodo e irritante desde meio de Agosto de 2008!

E se tudo correr bem, a partir de agora é que é! =D

sábado, 3 de janeiro de 2009

Homemade Pasta

Andava mortinho por experimentar um dos presentes do Pai Natal! =D Já tinha lido umas receitas, já tinha visto fazer e, sendo um grande apreciador da comida italiana, sabia que mais tarde ou mais cedo ia acabar por comprar uma coisa destas: uma máquina de esticar e cortar massa!


A receita não tem nada que enganar, 2 chávenas de farinha, 3 ovos e uma pitada de sal. Depois é seguir o 'tutorial'! Não tem nada que enganar, é super fácil e delicioso! ;) Estas quantidades dão à vontade para 4 pessoas.

Prometo desenvolver melhor a temática da massa italiana, mas hoje não tive grande tempo para pesquisas!

Cumps! ;)